Just in Time

Archive for the ‘Música’ Category

Lágrimas não são forever
Dores já não são together
Quando a gente ama espera
Um dia assim chegar
Chegou

É, eu já sei como iluminar a nossa fonte
É, eu já consigo ir além do horizonte
É, e os detalhes tão pequenos de nós dois
Ficaram pra depois
Depois, depois, depois, depois
É, sonhei de tudo como um dia de domingo
É, e o que vier para nós dois será bem vindo
É, só não demore quanto ao tempo pra chegar
Chegou

Quanto ao tempo te esperei
E o passado assim passou
Hoje o céu mudou de tom
Pra falar do nosso amor
Acho que chorei igual
Com a chuva no quintal
Acho que sonhei do bom
Hoje o céu mudou de tom

My eyes to see you
But I need
To believe it’s true
Maybe my love likes crazy
Love is you, is you, is you, is you
And me and you
If I don’t know how good it is
Só não demore quanto ao tempo pra chegar

Chegou…

Anúncios

Para você que é única no mundo

Única razao

Para chegar bem ao fundo

De cada respiro meu

Quando te vejo

Depois de um dia cheio de palavras

Sem que você me diga nada

Tudo se faz claro

(…)

Para você que é

Simplesmente é

Essencia dos meus dias

Essencia dos meus sonhos

Para você que é o meu grande amor

E o meu amor grande

Para você que pegou a minha vida

E a fez muito melhor

(…)

Para você que me ensinou a sonhar

E a arte da aventura

Para você que acredita na coragem

E também no medo

Para você que é a melhor coisa

Que me aconteceu

Para você que muda todos os dias

E  se mantem sempre a mesma

 Para você que é

Simplesmente é

 A Te – Jovanotti

♪ Eu fui devagarinho
com medo de falhar
não fosse esse o caminho certo
para te encontrar
fui descobrindo devagar
cada sorriso teu
fui aprendendo a procurar
por entre sonhos meus

eu fui assim chegando
sem entender porquê
já foram tantas vezes tantas
assim como esta vez
mas é mais fundo o teu olhar
mais do que eu sei dizer
é um abrigo pra voltar
ou um mar pra me perder ♪


– Mafalda Veiga

Querido Caio,

Decidi liberta-lo. Decidi esquece-lo. Amar é isso, não é? Abrir mão de si mesmo em função da felicidade do outro. E no fundo não ia dar certo mesmo. Justificativa e negação são sintomas do fim de qualquer coisa. Tinha que terminar um dia, não tinha? Então foi uma boa hora, porque ainda o amo. E é tão triste terminar quando já não se tem nem mais respeito pelo outro, a gente fica acabado, aquele sentimento de frustração, de que perdeu um tempão da vida. Mas viveu, ao menos. Justificativa e afirmação são sintomas de quem está no caminho de superar toda a história. Afinal, não havia planos pro futuro. A história toda não tinha futuro. E o futuro, uma hora tinha que começar. Sem ele, obviamente. Mas então eu pergunto, se só existem razões boas, se o amor é pra nos elevar, por que dói tanto?

Lágrimas, F.

 – Poetriz

– – –  

“Hoje, eu ouço as canções que você fez pra mim
Não sei por que razão tudo mudou assim
Ficaram as canções e você não ficou”

“Não, não te quero mais
Agora eu que decido
Aonde eu vou
Não, não, não suporto mais
Prefiro andar sozinha
Como sou…

Andar de madrugada
Feito traça
Feito barata
Feito cupim
Dizer prá mim
Que eu gosto mais de mim
Que eu sou assim
E não tem jeito…

Vai sair da minha vida
Você vai ter que mudar
Da minha casa
De atitude
Chega!
Ainda mais agora
Que eu vou viajar
Prá me livrar de você
Não quero mais ser seu amigo
Nem inimigo
Nada!

Prá você é o fim da estrada
Com você fechei a tampa
Da minha casa
Dos meus amigos
Chega!
Ainda mais agora
Que eu “vou viajei”
E me livrei de você
Não quero mais ser seu amigo
Nem inimigo
Nada!…”

– Mart’nália – Chega

Não consigo parar de ouvir!!!
http://www.youtube.com/watch?v=vxzOnsxbckI

“Depois, que o que é confuso te deixar sorrir
Tu me devolva o que tirou daqui
Que o meu peito se abre e desata os nós

Se enfim, você um dia resolver mudar
Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver, como se deve ser.”

– Maria Gadú

“Tantas palavras
Meias palavras
Nosso apartamento, um pedaço de Saigon
Me disse adeus no espelho com batom

Vai minha estrela
Iluminando
Toda esta cidade como um céu de luz neon

Seu brilho silencia todo som
Às vezes você anda por aí
Brinca de se entregar
Sonha pra não dormir

E quase sempre eu penso em te deixar
E é só você chegar pra eu me esquecer de mim

Anoiteceu
Olho pro céu e vejo como é bom
Ver as estrelas na escuridão.
Espero você voltar pra Saigon.”