Just in Time

Se não era amor…

Posted on: julho 14, 2008

Se não era amor, era da mesma família. Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa. Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar, só não se sabe se vai ser antes ou depois de se chocar contra o solo.
Eu bati a 200 km por hora e estou voltando á pé pra casa, avariada.
Eu sei, não precisa me dizer outra vez.
Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos.
Talvez este seja o ponto. Talvez eu não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu pátio, do meu quarto, das minhas bonecas.
Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória, sem seqüelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara.
Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.
Não era amor,era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros.
Não era amor, eram dois celulares desligados.
Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno.
Não era amor, era sem medo. Não era amor. Era melhor.

– Martha Medeiros

Anúncios

10 Respostas to "Se não era amor…"

Simplesmente lindo!!!

Bate filha, bate que eu deixo…
Derruba este muro que eu construi pra não ligar para ele, para não mandar nenhum email, pra achar q ele é um trouxa q me deixou ir,(Cade a modéstia?)…
Também estou voltando prá casa a pé, já faz alguns dias que o avião caiu, e estou tentando juntar os pedaços…

Estive olhando alguns emails e descobri q apesar do tempo estar passando está difícil esquecer a queda do avião.
Fazer o q?
Esperar…

[…] Se não era amor… julho, 2008 3 comentários LikeBe the first to like this post. […]

e meses se passaram….e parece q a queda foi ontem
de qq forma…foi a ‘crônica de uma morte anunciada’…

Tbm sinto que a queda foi recente e dolorosa demais, difícil de ser superada.

ser sobrevivente ja me serve de consolo, sinal de que sou forte, só nao sei se serei capaz de alçar novos vôos.
to com trauma 😦

Voltei pra casa a pé e me sinto exausta pela caminhada, incapaz de me imaginar correndo o risco de cair de novo, Stop Forever … o amor é uma questao de sorte, é bom entendermos que alguns amarao e serao felizes , outros nao terão esta mesma sorte. O amor nao é para todos. O amor é sorte.
Nao sou a unica a pensar assim….
Como ja disse Rita Lee… Sexo é escolha, amor é sorte.

Lindo d+, eu me identifico muito!

Tbm estou voltando pra casa a pé avariada. nossa! como é dificil…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: